terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

Polícia indicia oito pessoas por mortes em incêndio no CT do Flamengo



Polícia indicia oito pessoas por mortes em incêndio no CT do Flamengo













A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou oito pessoas pelo incêndio que deixou 10 atletas mortos e três feridos nos contêineres usados como alojamento das categorias de base no Centro de Treinamento do Flamengo, mais conhecido como Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. Entre os indiciados estão o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, engenheiros do clube e da empresa responsável pelos contêineres, um técnico de ar-condicionado e um monitor.
Os oito foram indiciados por homicídio e tentativa de homicídio com dolo eventual, isto é, em que se assume o risco de provocar a morte. O incêndio causou a morte de 10 atletas adolescentes que moravam no alojamento do clube, além de deixar três feridos que tiveram de ser hospitalizados com queimaduras.


Ao indiciar os suspeitos, a polícia considera que a estrutura do dormitório era incompatível com a destinação, inclusive por irregularidades estruturais e elétricas, apesar de os suspeitos terem conhecimento de que diversos atletas da base residiam no local. O indiciamento cita ainda ausência de reparos nos aparelhos de ar-condicionado instalados no contêiner e o descumprimento da ordem de interdição editada pela prefeitura do Rio de Janeiro, além das múltiplas multas impostas pelo município por esse descumprimento.
Segundo a polícia, o ex-presidente do clube e o monitor, que não estaria presente no contêiner, poderiam e deveriam ter agido para evitar o resultado do incêndio. Já os engenheiros e o técnico de refrigeração "assumiram o risco de produção do previsível resultado".

Outro lado

O Flamengo disse que ainda não foi notificado e vai esperar ter acesso às informações oficiais para se pronunciar. Já a empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres, disse que, embora não tenha tido acesso ao relatório da polícia, entende que os trabalhos periciais estão incompletos. A NHJ afirma que apresentou uma petição à Polícia Civil no último dia 3 com "quesitos complementares dirigidos aos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli".
"Sendo assim, o encerramento dos trabalhos investigativos neste momento, sobretudo com a imputação de responsabilidades pessoais a título de dolo eventual, não traduz a completa elucidação dos fatos", diz a nota da empresa. "Justamente por isso, e por confiar na inocência de seu corpo técnico, a NHJ persistirá buscando contribuir com a Justiça, certa de que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que não está vinculado às conclusões da Polícia Civil, terá a cautela necessária para analisar os autos e determinar a complementação das investigações, a fim de evitar injustas responsabilizações criminais".
Edição: Fábio Massalli


fonte             imagens         google






Eduardo Bandeira de Mello



Polícia indicia oito pessoas por mortes em incêndio no CT do Flamengo













A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou oito pessoas pelo incêndio que deixou 10 atletas mortos e três feridos nos contêineres usados como alojamento das categorias de base no Centro de Treinamento do Flamengo, mais conhecido como Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. Entre os indiciados estão o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, engenheiros do clube e da empresa responsável pelos contêineres, um técnico de ar-condicionado e um monitor.
Os oito foram indiciados por homicídio e tentativa de homicídio com dolo eventual, isto é, em que se assume o risco de provocar a morte. O incêndio causou a morte de 10 atletas adolescentes que moravam no alojamento do clube, além de deixar três feridos que tiveram de ser hospitalizados com queimaduras.


Ao indiciar os suspeitos, a polícia considera que a estrutura do dormitório era incompatível com a destinação, inclusive por irregularidades estruturais e elétricas, apesar de os suspeitos terem conhecimento de que diversos atletas da base residiam no local. O indiciamento cita ainda ausência de reparos nos aparelhos de ar-condicionado instalados no contêiner e o descumprimento da ordem de interdição editada pela prefeitura do Rio de Janeiro, além das múltiplas multas impostas pelo município por esse descumprimento.
Segundo a polícia, o ex-presidente do clube e o monitor, que não estaria presente no contêiner, poderiam e deveriam ter agido para evitar o resultado do incêndio. Já os engenheiros e o técnico de refrigeração "assumiram o risco de produção do previsível resultado".

Outro lado

O Flamengo disse que ainda não foi notificado e vai esperar ter acesso às informações oficiais para se pronunciar. Já a empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres, disse que, embora não tenha tido acesso ao relatório da polícia, entende que os trabalhos periciais estão incompletos. A NHJ afirma que apresentou uma petição à Polícia Civil no último dia 3 com "quesitos complementares dirigidos aos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli".
"Sendo assim, o encerramento dos trabalhos investigativos neste momento, sobretudo com a imputação de responsabilidades pessoais a título de dolo eventual, não traduz a completa elucidação dos fatos", diz a nota da empresa. "Justamente por isso, e por confiar na inocência de seu corpo técnico, a NHJ persistirá buscando contribuir com a Justiça, certa de que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que não está vinculado às conclusões da Polícia Civil, terá a cautela necessária para analisar os autos e determinar a complementação das investigações, a fim de evitar injustas responsabilizações criminais".
Edição: Fábio Massalli


fonte             imagens         google






Clube de regatas flamengo



Polícia indicia oito pessoas por mortes em incêndio no CT do Flamengo













A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou oito pessoas pelo incêndio que deixou 10 atletas mortos e três feridos nos contêineres usados como alojamento das categorias de base no Centro de Treinamento do Flamengo, mais conhecido como Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. Entre os indiciados estão o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, engenheiros do clube e da empresa responsável pelos contêineres, um técnico de ar-condicionado e um monitor.
Os oito foram indiciados por homicídio e tentativa de homicídio com dolo eventual, isto é, em que se assume o risco de provocar a morte. O incêndio causou a morte de 10 atletas adolescentes que moravam no alojamento do clube, além de deixar três feridos que tiveram de ser hospitalizados com queimaduras.


Ao indiciar os suspeitos, a polícia considera que a estrutura do dormitório era incompatível com a destinação, inclusive por irregularidades estruturais e elétricas, apesar de os suspeitos terem conhecimento de que diversos atletas da base residiam no local. O indiciamento cita ainda ausência de reparos nos aparelhos de ar-condicionado instalados no contêiner e o descumprimento da ordem de interdição editada pela prefeitura do Rio de Janeiro, além das múltiplas multas impostas pelo município por esse descumprimento.
Segundo a polícia, o ex-presidente do clube e o monitor, que não estaria presente no contêiner, poderiam e deveriam ter agido para evitar o resultado do incêndio. Já os engenheiros e o técnico de refrigeração "assumiram o risco de produção do previsível resultado".

Outro lado

O Flamengo disse que ainda não foi notificado e vai esperar ter acesso às informações oficiais para se pronunciar. Já a empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres, disse que, embora não tenha tido acesso ao relatório da polícia, entende que os trabalhos periciais estão incompletos. A NHJ afirma que apresentou uma petição à Polícia Civil no último dia 3 com "quesitos complementares dirigidos aos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli".
"Sendo assim, o encerramento dos trabalhos investigativos neste momento, sobretudo com a imputação de responsabilidades pessoais a título de dolo eventual, não traduz a completa elucidação dos fatos", diz a nota da empresa. "Justamente por isso, e por confiar na inocência de seu corpo técnico, a NHJ persistirá buscando contribuir com a Justiça, certa de que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que não está vinculado às conclusões da Polícia Civil, terá a cautela necessária para analisar os autos e determinar a complementação das investigações, a fim de evitar injustas responsabilizações criminais".
Edição: Fábio Massalli


fonte             imagens         google






Luiz Rodolfo Landim Machado ( rodolfo landim)



Polícia indicia oito pessoas por mortes em incêndio no CT do Flamengo













A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou oito pessoas pelo incêndio que deixou 10 atletas mortos e três feridos nos contêineres usados como alojamento das categorias de base no Centro de Treinamento do Flamengo, mais conhecido como Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. Entre os indiciados estão o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, engenheiros do clube e da empresa responsável pelos contêineres, um técnico de ar-condicionado e um monitor.
Os oito foram indiciados por homicídio e tentativa de homicídio com dolo eventual, isto é, em que se assume o risco de provocar a morte. O incêndio causou a morte de 10 atletas adolescentes que moravam no alojamento do clube, além de deixar três feridos que tiveram de ser hospitalizados com queimaduras.


Ao indiciar os suspeitos, a polícia considera que a estrutura do dormitório era incompatível com a destinação, inclusive por irregularidades estruturais e elétricas, apesar de os suspeitos terem conhecimento de que diversos atletas da base residiam no local. O indiciamento cita ainda ausência de reparos nos aparelhos de ar-condicionado instalados no contêiner e o descumprimento da ordem de interdição editada pela prefeitura do Rio de Janeiro, além das múltiplas multas impostas pelo município por esse descumprimento.
Segundo a polícia, o ex-presidente do clube e o monitor, que não estaria presente no contêiner, poderiam e deveriam ter agido para evitar o resultado do incêndio. Já os engenheiros e o técnico de refrigeração "assumiram o risco de produção do previsível resultado".

Outro lado

O Flamengo disse que ainda não foi notificado e vai esperar ter acesso às informações oficiais para se pronunciar. Já a empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres, disse que, embora não tenha tido acesso ao relatório da polícia, entende que os trabalhos periciais estão incompletos. A NHJ afirma que apresentou uma petição à Polícia Civil no último dia 3 com "quesitos complementares dirigidos aos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli".
"Sendo assim, o encerramento dos trabalhos investigativos neste momento, sobretudo com a imputação de responsabilidades pessoais a título de dolo eventual, não traduz a completa elucidação dos fatos", diz a nota da empresa. "Justamente por isso, e por confiar na inocência de seu corpo técnico, a NHJ persistirá buscando contribuir com a Justiça, certa de que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que não está vinculado às conclusões da Polícia Civil, terá a cautela necessária para analisar os autos e determinar a complementação das investigações, a fim de evitar injustas responsabilizações criminais".
Edição: Fábio Massalli


fonte             imagens         google






quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Porno gospel in Brazil






Porno gospel in Brazil


Evangelical bench protests motion to repudiate the play “Porno Gospel”

Narley Resende


May 31, 2016, 12:00 PM






The Evangelical Newsstand of the Curitiba Chamber filed a motion of repudiation on Tuesday morning (31) to the play Porno Gospel, in poster in the Guaíra Theater Mini Auditorium since May 19th.

For the evangelical councilors, the show is "offensive and intolerant to all Christians who identify with gospel music as a way of expressing their faith." The document filed today has the signature of 13 of the 38 councilors of the House.

“We understand that the title is already an aggression. The right to freedom of expression cannot curtail other rights, such as freedom of faith. The play spreads hatred and we can't afford it, ”said Councilwoman Carla Pimentel (PSC).






Among group members, the repercussion of the discussion is considered positive. “It's about the same things they said. The dumb translation, the translation is not that. Not much to talk about. The claim related to gospel music, the word was not coined by us. Only write on Google you will find a lot of reporting on the term. Overall this discussion is being positive. I hope it doesn't scare people, as the cast is scared, ”says show producer Fernando Cardoso.

The director of the play, Mariana Zanette, said she will consider the motion before talking about it.
disclosure

“The comedy is set in Paradise City, a perfect city with perfect residents, but after a catastrophe in the neighboring city, the perfect municipality, it has welcomed thousands of people, so to speak, somewhat differentiated.
It is the year of election to the city hall, the Lord's Missionary Party deputy and candidate, Holly Holla Cristy allied with the Lord's famous communicator, TV presenter and pastor Jair Malagaia. She fights for morals, good morals and exclusion from any situation that might tarnish the image of the city. He, a successful, charismatic and attractive businessman, preaches the principles of morality based on healing perversions through his gospel products.
Jair Malagaia is a partner and entrepreneur of Nara Lira, gospel singer and owner of a chain of Lord's product stores (books, cds, t-shirts, gifts…), and now launching a erotic product line made especially for believers. . With the municipal election, many situations are being revealed in Paradise City and changes will be necessary to the order of the city.
With text created from meetings and improvisations of artists: Mariana Zanette, Ludmila Nascarella, Fernando Cardoso and Marvhem Hd, structured by the direction of Mariana Zanette. Not to be a Manichean, but to show true situations in a humorous manner through humor. The show is not intended to criticize any religion but to bring out the reflection on human rights in capitalist society. For this we will use the theatrical farce, through stereotypes that cause grace with their human contradictions.
As a scenario of a surrealistic world, where beings who seek perfection in appearances, but who act in accordance with their primitive instincts of sexuality and power, transit. Porno Gospel will be a show filled with a certain amount of eroticism, through scenes and projections that hover the reality and dreams of the characters. ”
PORN GOSPEL
Not suitable for children under 16 years.
Guaíra Theater Mini Auditorium
Amintas de Barros Street, s / n
Guaíra Theater Box Office: Information (41) 3304-7979 / 3304-7982
Sales by disk tickets: www.diskingressos.com.br (41) 3315-0808
From 19 May to 5 June.
From Thursday to Saturday at 21h and Sunday at 20h.
DURATION: 60 minutes
Ticket Price: R $ 30,00 (Full) and R $ 15,00 (Half).
On Thursdays, tickets at single prices of R $ 15,00
Text: Mariana Zanette, Fernando Cardoso, Ludmila Nascarella and Marvhem HD
Direction: Mariana Zanette
Cast: Ludmila Nascarella, Fernando Cardoso, Mariana Zanette and Marvhem HD
Costumes: Fernando Cardoso
Lighting: Rodrigo Ziolkowiski
Sound and Parody Composition: Marvhem HD
Photographs: Ana Valéria Caetano
Visual Programming: Gladson Targa

domingo, 15 de dezembro de 2019

Porno gospel do Brasil

Bancada Evangélica protocola moção de repúdio à peça “Porno Gospel”

Narley Resende


31 de maio de 2016, 12:00






A Banca Evangélica da Câmara de Curitiba protocolou na manhã desta terça-feira (31) uma moção de repúdio à peça Porno Gospel, em cartaz no Mini Auditório do Teatro Guaíra desde o dia 19 de maio.

Para os vereadores evangélicos, o espetáculo tem “caráter ofensivo e intolerante com todos os cristãos que se identificam com a música gospel como forma de expressão da sua fé”. O documento protocolado hoje tem a assinatura de 13 dos 38 vereadores da Casa.

“Nós entendemos que o título já é uma agressão. O direito de liberdade de expressão não pode cercear outros direitos, como o de liberdade de fé. A peça dissemina o ódio e não podemos permitir isso”, disse a vereadora Carla Pimentel (PSC).






Entre os membros do grupo, a repercussão da discussão é tida como positiva. “São mais ou menos as mesmas coisas que já disseram. A tradução burra, a tradução não é essa. Não tem muito o que falar. A alegação relacionada à música gospel, a palavra não foi cunhada por nós. Só escrever no Google que vão encontrar um monte de reportagem sobre o termo. De maneira geral essa discussão está sendo positiva. Tomara que não assuste as pessoas, como o elenco está assustado”, diz o produtor do espetáculo Fernando Cardoso.

A diretora da peça, Mariana Zanette, disse que vai analisar a moção antes de falar sobre o assunto.
Divulgação

“A comédia se passa em Paradise City, uma cidade perfeita com moradores perfeitos, no entanto, após uma catástrofe na Cidade Vizinha, o município perfeito, recebeu milhares de pessoas, digamos, um tanto assim, “diferenciadas”.
É ano de eleição à prefeitura da cidade, a deputada e candidata do Partido  Missionário do Senhor, Holly Holla Cristy aliada do famoso comunicador do Senhor, o apresentador de TV e pastor Jair Malagaia. Ela, luta pela moral, bons costumes e exclusão de toda situação que possa macular a imagem da cidade. Ele, empresário de sucesso, carismático e atraente prega os princípios da moralidade calcado na cura das perversões através de seus produtos gospel.
Jair Malagaia é sócio e empresário de Nara Lira, cantora gospel e dona de uma rede de lojas de produtos do Senhor (livros, cds, camisetas, presentes…), e agora lançando no mercado, uma linha de produtos eróticos, feita especialmente para crentes. Com a eleição municipal, muitas situações vão sendo reveladas em Paradise City e mudanças serão necessárias para a ordem da cidade.
Com texto criado a partir de encontros e improvisos dos artistas: Mariana Zanette, Ludmila Nascarella, Fernando Cardoso e Marvhem Hd,  estruturado pela direção de Mariana Zanette. Sem o intuito de ser maniqueísta, mas de mostrar através do humor situações verídicas de maneira farsesca. O espetáculo não pretende criticar nenhuma religião, mas trazer à tona a reflexão sobre os direitos humanos na sociedade capitalista. Para isso utilizaremos a farsa teatral, através de estereótipos que causam graça com suas contradições humanas.
Como um cenário de um mundo surrealista, onde transitam seres que buscam a perfeição nas aparências, mas que agem de acordo com seus instintos primitivos de sexualidade e poder. Porno Gospel será um espetáculo recheado com uma certa dose de erotismo, através de cenas e projeções que pairam a realidade e sonhos dos personagens.”
PORNO GOSPEL
Inadequado para menores de 16 anos.
Mini Auditório do Teatro Guaíra
Rua Amintas de Barros, s/n
Bilheteria do Teatro Guaíra: Informações (41) 3304-7979 / 3304-7982
Vendas pelo disk ingressos: www.diskingressos.com.br (41) 3315-0808
De 19 de Maio a 05 de Junho.
De Quinta a Sábado às 21h e Domingo às 20h.
DURAÇÃO: 60 minutos
Valor do Ingresso: R$ 30,00 (Inteira) e R$ 15,00 (Meia).
Às quintas-feiras, ingressos a preços únicos de R$ 15,00
Texto: Mariana Zanette, Fernando Cardoso, Ludmila Nascarella e Marvhem HD
Direção: Mariana Zanette
Elenco: Ludmila Nascarella, Fernando Cardoso, Mariana Zanette e Marvhem HD
Figurinos: Fernando Cardoso
Iluminação: Rodrigo Ziolkowiski
Sonoplastia e Composição de Paródias: Marvhem HD
Fotografias: Ana Valéria Caetano
Programação Visual: Gladson Targa

sábado, 16 de novembro de 2019

https://capitalparanaense.blogspot.com/

Simone tebet      votou a favor  para salvar mandato de aécio neves






Veja como cada senador votou na sessão que devolveu mandato de Aécio

PARA VOLTAR AO SENADO, SENADOR MINEIRO PRECISAVA DE PELO MENOS 41 VOTOS . GANHOU O APOIO DE 44 SENADORES




Por 44 votos a 26, o plenário do Senado Federal decidiu nesta terça-feira (17) devolver o mandato ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), que estava afastado por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) desde setembro.
Veja abaixo como cada senador votou:















AÉCIO NEVES DEVE CONTINUAR AFASTADO?

Votação no Senado, em 17/out/2017


Sim26
Abstenção1
Falta9
Não44















FILTRAR POR:
Sim (26)

Acir Gurgacz

PDT/RO

Alvaro Dias

PODEMOS/PR

Ana Amélia

PP/RS

Ângela Portela

PDT/RR

Antonio Carlos Valadares

PSB/SE

Fátima Bezerra

PT/RN

Humberto Costa

PT/PE

João Capiberibe

PSB/AP

José Medeiros

PSD/MT

José Pimentel

PT/CE

Kátia Abreu

PMDB/TO

Lasier Martins

PSD/RS

Lídice da Mata

PSB/BA

Lindbergh Farias

PT/RJ

Lúcia Vânia

PSB/GO

Magno Malta

PR/ES

Otto Alencar

PSD/BA

Paulo Paim

PT/RS

Paulo Rocha

PT/PA

Randolfe Rodrigues

REDE/AP

Regina Sousa

PT/PI

Reguffe

S/SIGLA/DF

Roberto Requião

PMDB/PR

Romário

PODEMOS/RJ

Ronaldo Caiado

DEM/GO

Walter Pinheiro

S/SIGLA/BA
Não (44)

Airton Sandoval

PMDB/SP

Antonio Anastasia

PSDB/MG

Ataídes Oliveira

PSDB/TO

Benedito de Lira

PP/AL

Cássio Cunha Lima

PSDB/PB

Cidinho Santos

PR/MT

Ciro Nogueira

PP/PI

Dalirio Beber

PSDB/SC

Dário Berger

PMDB/SC

Davi Alcolumbre

DEM/AP

Edison Lobão

PMDB/MA

Eduardo Amorim

PSDB/SE

Eduardo Braga

PMDB/AM

Eduardo Lopes

PRB/RJ

Elmano Férrer

PMDB/PI

Fernando Bezerra Coelho

PSB/PE

Fernando Collor

PTC/AL

Flexa Ribeiro

PSDB/PA

Garibaldi Alves Filho

PMDB/RN

Hélio José

PMDB/DF

Ivo Cassol

PP/RO

Jader Barbalho

PMDB/PA

João Alberto Souza

PMDB/MA

José Agripino

DEM/RN

José Maranhão

PMDB/PB

José Serra

PSDB/SP

Maria do Carmo Alves

DEM/SE

Marta Suplicy

PMDB/SP

Omar Aziz

PSD/AM

Paulo Bauer

PSDB/SC

Pedro Chaves

PSC/MS

Raimundo Lira

PMDB/PB

Renan Calheiros

PMDB/AL

Roberto Rocha

PSB/MA

Romero Jucá

PMDB/RR

Simone Tebet

PMDB/MS

Tasso Jereissati

PSDB/CE

Telmário Mota

PTB/RR

Valdir Raupp

PMDB/RO

Vicentinho Alves

PR/TO

Waldemir Moka

PMDB/MS

Wellington Fagundes

PR/MT

Wilder Morais

PP/GO

Zeze Perrella

PMDB/MG
Faltaram (9) 


Armando Monteiro

PTB/PE

Cristovam Buarque

PPS/DF

Gladson Cameli

PP/AC

Gleisi Hoffmann

PT/PR

Jorge Viana

PT/AC

Ricardo Ferraço

PSDB/ES

Rose de Freitas

PMDB/ES

Sérgio Petecão

PSD/AC

Vanessa Grazziotin

PCDOB/AM
Abstenção (1)

Eunício 


fonte        redação       http://www.gazetadopovo.com.br/politica/republica/veja-como-cada-senador-votou-na-sessao-que-devolveu-mandato-de-aecio-7tzcpk8kxz7xnh5oa2sxqsn4b/?utm_source=facebook&utm_medium=midia-social&utm_campaign=gazeta-do-povo






A desigualdade na América Latina: Abismo Cresce entre ricos e pobres







Em vários países da América Latina, os ricos estão crescendo mais ricos, enquanto um número crescente de pessoas permanecem na pobreza.



Apesar dos esforços dos governos de esquerda na região para aliviar a pobreza das massas na América Latina e garantir novos contratos sociais garantir condições de vida dignas para os trabalhadores e os pobres, a região como um todo permanece um dos mais desiguais do segundo mundo só para África.


De acordo com o Banco Mundial, cinco países da América Latina estão entre os 14 países que sofrem de grande desigualdade. Esses países incluem Honduras (6), Colômbia (7), Brasil (8), Guatemala (9), Panamá (10) e Chile (14). Os países foram classificados de acordo com o coeficiente de Gini, um número que mede a desigualdade em um determinado país, avaliando a distribuição de renda da família.
Telesur lança um olhar sobre as disparidades gritantes de riqueza e bem-estar sentida em uma região que continua atormentado por exploração empresarial, a falta de direitos dos trabalhadores e benefícios sociais e subserviência econômica aos centros ricos do capitalismo global.


O Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas alertou que "25 a 30 milhões de pessoas em risco de cair região de volta à pobreza de renda. Isso equivale a mais de um terço da população que sair da pobreza desde 2003."
O Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas alertou que "25 a 30 milhões de pessoas em risco região cair de volta para a pobreza de renda Isso equivale a mais de um terço da população que sair da pobreza desde 2003.".Foto: Reuters


hh




Chile, que tem uma classificação de coeficiente de Gini de 50,5, permanece altamente desigual em termos de renda, educação e bem-estar social.  Foto da skyline em Santiago, Chile.
Chile, que tem uma classificação de coeficiente de Gini de 50,5, permanece altamente desigual em termos de renda, educação e bem-estar social. Foto da skyline em Santiago, Chile.Foto: AFP
A desigualdade é evidente neste tiro aéreo da Cidade do Panamá. Vinte e cinco por cento da população do Panamá não tem serviços de saúde, 5 por cento não têm água potável, 11 por cento sofrem de desnutrição e outros 11 por cento vivem em casas com piso de terra. Do Panamá Gini classificação coeficiente é 51,7.Foto: Reuters
A criança implorando no centro histórico da Cidade da Guatemala.  Guatemala tem uma classificação de coeficiente de Gini de 52,4 eo menor percentual das receitas do governo no mundo em relação ao tamanho de sua economia, resultando em uma falta de serviços sociais e uma incapacidade de expandir a economia.
A criança implorando no centro histórico da Cidade da Guatemala.Guatemala tem uma classificação de Gini coeficiente de 52,4 eo menor percentual das receitas do governo no mundo em relação ao tamanho de sua economia, resultando em uma falta de serviços sociais e uma incapacidade de expandir a economia.Foto: AFP
A maior economia da América Latina com uma classificação de Gini de 52,9, o Brasil está repleto de desigualdade em relação às condições de habitação, o acesso à saúde, educação e renda.
A maior economia da América Latina com uma classificação de Gini de 52,9, o Brasil está repleto de desigualdade em relação às condições de habitação, o acesso à saúde, educação e renda.Foto: Reuters
Animais de estimação para o cão Resort em São Paulo, Brasil, desfrutar de 800 metros quadrados de piscinas interiores e exteriores, esteiras e áreas de lazer.  carne fresca, refeições vegetais e uma lavagem diária e seco também estão incluídos nas taxas de dia, até 730 reais brasileiros (US $ 228) por mês.
Animais de estimação para o cão Resort em São Paulo, Brasil, desfrutar de 800 metros quadrados de piscinas interiores e exteriores, esteiras e áreas de lazer. Carne fresca, refeições vegetais e uma lavagem diária e seco também estão incluídos nas taxas de dia, até 730 reais brasileiros (US $ 228) por mês.Foto: Reuters
Dois meses de idade Ruan de Bruno chora como sua mãe espera em uma linha para fazer uma reclamação após a demolição de sua casa em Metro favela (favela), perto de Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, Brasil, em 8 de Janeiro de 2014.
Dois meses de idade Ruan de Bruno chora como sua mãe espera em uma linha para fazer uma reclamação após a demolição de sua casa em Metro favela (favela), perto de Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, Brasil, em 8 de janeiro de 2014.Foto: AFP
Um quadro de avisos com imagens de um modelo de lingerie é visto em frente ao noroeste Comuna de Medellin, Colômbia.  A Colômbia tem uma classificação de coeficiente de Gini de 53,5, e 10 por cento da população mais rica ganha quatro vezes mais do que os mais pobres 40 por cento.
Um quadro de avisos com imagens de um modelo de lingerie é visto em frente ao noroeste Comuna de Medellin, Colômbia. A Colômbia tem uma classificação de coeficiente de Gini de 53,5, e 10 por cento da população mais rica ganha quatro vezes mais do que os mais pobres 40 por cento.Foto: Reuters
Moradores se sentar ao longo de uma rua no bairro "El Bronx" de Bogotá, Colômbia, 01 de abril de 2013.
Moradores se sentar ao longo de uma rua no bairro "El Bronx" de Bogotá, Colômbia, 01 de abril de 2013.Foto: Reuters
Uma família colombiana come tamales enquanto montam um "La Sabana" trem turístico em Bogotá, Colômbia, 01 de março de 2015.
Uma família colombiana come tamales enquanto montam um "La Sabana" trem turístico em Bogotá, Colômbia, 01 de março de 2015.Foto: Reuters
Um menino recolhe resíduos em um aterro sanitário na periferia de Tegucigalpa, Honduras.  De acordo com o Banco Mundial, 64,5 por cento da população de Honduras vive na pobreza, enquanto 42,6 por cento vivem em extrema pobreza (menos de US $ 2,50 por dia).  Em termos de coeficiente de Gini, a desigualdade é avaliado em 53,7.
Um menino recolhe resíduos em um aterro sanitário na periferia de Tegucigalpa, Honduras. De acordo com o Banco Mundial, 64,5 por cento da população de Honduras vive na pobreza, enquanto 42,6 por cento vivem em extrema pobreza (menos de US $ 2,50 por dia). Em termos de coeficiente de Gini, a desigualdade é avaliado em 53,7.Foto: Reuters
Pôr do sol em Tegucigalpa, Honduras.  Honduras é conhecida como a capital de assassinatos do mundo.  Graças à corrupção, uma enorme lacuna de renda, desastres naturais, e um golpe 2009 US-encabeçou contra o presidente eleito Manuel Zelaya, que roubaram o país da capacidade de determinar as suas próprias políticas, o país é altamente subdesenvolvidas e extremamente inseguro.
Pôr do sol em Tegucigalpa, Honduras. Honduras é conhecida como a capital de assassinatos do mundo. Graças à corrupção, uma enorme lacuna de renda, desastres naturais, e um golpe 2009 US-encabeçou contra o presidente eleito Manuel Zelaya, que roubaram o país da capacidade de determinar as suas próprias políticas, o país é altamente subdesenvolvidas e extremamente inseguro.Foto: Flickr / Nan Palmero

imagens Google Font
redação fonte http://www.telesurtv.net/english/multimedia/unequallatam-20160614-0025.html